Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Como quem não quer A Coisa

Como quem não quer A Coisa

16
Nov18

Stay with me...

O Coiso

Stay With Me - Shakespear Sisters

Domingo, seis da tarde. O fim de semana havia sido passado rápido demais. Conhecer-te na sexta-feira e levares-me para o que pensámos ser uma one night stand sem grandes consequências. Assim que entrámos na tua casa mostraste ao que vinhas e ainda antes de tirares o casaco que te protegia do frio cortante da rua, colaste os teus lábios nos meus e procuraste com a tua língua a minha.

Naquele frenesim de despir a muita roupa que trazíamos da rua, mirei-te com atenção. E compreendi as tuas reticências. Os verdes anos da juventude já haviam passado e o teu corpo já mostrava isso mesmo. O teu peito já não tinha a robustez e firmeza de outros tempos e a gravidade já tinha tomado rédeas sobre o que antes deveria ter sido um fabuloso e altivo par de mamas. Os mamilos massacrados por duas gravidezes e posteriores amamentações. As estrias dessas mesmas gravidezes. A idade que anunciaste quando nos conhecemos e me chamaste miúdo no alto dos meus quase quarenta anos, a mostrar-se gloriosa mas humilhada perante os meus olhos.

Na cama, mostraste que a fogosidade já não era a mesma do antigamente, mas com esforço, dedicação e muita mestria levaste-me facilmente a um orgasmo que até a ti te surpreendeu pela força e entrega. Porque eu sou assim, minha linda. Entrego tudo. E por causa desse mesmo orgasmo e dos três que te havia provocado, perguntaste-me à saída do duche se queria passar a noite contigo. Aceitei sem reservas. E fui ficando até domingo ao fim da tarde.

Agora, estamos sentados no sofá a beber um chá. Já estou vestido com uma roupa nova que fui comprar à superfície comercial perto de tua casa. As calças com a bainha por fazer e a camisa demasiado berrante dão-me um ligeiro ar de maluquinho da aldeia e tu sorris jocosamente: "pareces um tonto, mas gosto". E eu sorrio e dou-te uma cotovelada brincalhona. E olho para ti, olhos nos olhos.

A cumplicidade do nosso olhar, mais uma vez, leva-nos a dar um beijo. Como tantos que demos e que iniciaram coisas tão boas. Chegas-te para mais perto de mim e metes-me a mão no peito, enquanto as nossas línguas trocam carícias. A minha mão percorre o teu cabelo primeiro, depois a tua bochecha, depois dos ombros para as costas, depois para o cóccis. Puxo-te ligeiramente para mim e, desta vez, tomo a iniciativa e meto a minha língua na tua boca com alguma força, alguma urgência.

Rapidamente a tua mão sai do meu peito e vai para a minha perna. E depois sobe. E sentes o meu pau já duro com uma mão suave e conhecedora.

"Então miúdo, pensas que eu tenho 20 anos? Já não dá mais..."

"Não sejas cota, sabes tão bem como eu que estás aí cheia de vontade". E na sequência destas palavras, habilmente abro o teu soutien apenas com a mão direita.

"Deves ter a mania, deves. Daqui não levas nada!" E beijas-me dizendo com a tua boca e mão precisamente o contrário.

Eu deixei-me, mais uma vez, levar na loucura, no carrossel. Pela última vez, fizemos uma espécie de amor. Uma espécie de sexo. Demos uma foda que não foi uma foda. Foi antes o libertar de uma vontade animalesca de sentir prazer. Sabíamos que era a última e quisemos disfrutar condignamente dela. Não havia a possibilidade de estarmos juntos novamente. Não trocámos números de telefone. Apenas desfrutámos, num fim de semana chuvoso e frio, do corpo um do outro.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D