Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Como quem não quer A Coisa

Como quem não quer A Coisa

08
Nov19

Desafio dos Pássaros #9

O Coiso

Acordaste nu, sem te recordar de nada, numa ilha deserta

By Coiso

 

Mas estou sozinho ou nem por isso? Vamos assumir que sim!

Bebi demais, coisa que não faço há mais de vinte anos, uma bebedeira daquelas de ficar estúpido. Vejo algumas coisas que me poderiam motivar a isso. Mas todas elas seriam com a premissa de estar sozinho. E acordei numa ilha deserta, nuzinho. Toca a trabalhar para o bronze. Estar nu, desde que não esteja frio, é coisa que não me apoquenta, mesmo não sendo eu um Adónis.

Portanto, primeira coisa a fazer, encontrar o básico. O que é que existe para beber, para comer, para fazer fogo, para calçar e para agasalhar/descansar. Por esta ordem. Assumindo que a ilha terá isto tudo (caso contrário morro e acaba já aqui o post….), depois de confortavelmente instalado, iria descansar. Dormir mesmo. É uma coisa que me faz muita falta. Só assim consigo pensar como deve de ser. Se estivesse com dificuldades em adormecer por a cabeça estar muito agitada, toca de bater uma primeiro, para libertar aquela sensação boa de cansaço pós orgásmico para adormecer.

Depois de bem descansado, alimentado e hidratado, já com a barraca/tenda montada, uma banhoca parece-me essencial. Quantos de vocês usam o banho (mesmo que frio) para expurgar as dificuldades e trazer os pensamentos positivos? Eu funciono um bocado assim.

E só agora faço a pergunta principal e mais importante! Como caralho vou eu sair daqui? Não tenho telemóvel, por isso só se fizer a mãe de todas as fogueiras e reze para alguém me ver. Trabalhos manuais não orgásmicos não é comigo, por isso construir uma jangada como a do Robinson Crusoé não é opção.

Vamos só pensar positivo. Passado um mês ou dois, passa por aqui um barco. Cheio de gajas boas sedentas de homem. Eu sou um homem. Já emagreci uns kilos valentes porque a alimentação da ilha é claramente insuficiente e o corpo começou a recorrer às reservas, por isso elas apreciarão o bronze, o ânimo, o esfomeanço e a óptima condição física! Estaremos a algumas semanas do destino para eu poder virá-las a todas, uma de cada vez ou talvez nem por isso. E chegarei a casa bronzeado, magro, jeitoso e saciado!

Férias do camandro não é?

E depois acordo, gordo, na minha cama… E penso “Foda-se, ainda não foi desta”!

6 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D