Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Como quem não quer A Coisa

Como quem não quer A Coisa

29
Nov19

Desafio dos Pássaros #12

O Coiso

Aqueles pássaros não se calam

By Coiso

 

Aqui estamos nós, novamente, para bater na Caracol, não é? Então vamos lá. Vamos deixar tudo em pratos limpos, para deixar o tema de uma vez por todas clarificado. O grupo dos Pássaros existe há mais ou menos três anos, cortesia da Caracol. Sim, é verdade. Mas na realidade, o grupo é todo um tema que daria para textos até ao final do ano! Porque o grupo dos Pássaros troca, num dia normal, praí 200 mensagens via Messenger. E num dia normal, há sempre uma alminha que pede um resumo, porque está a ter um dia atarefado e passou uma manhã sem aparecer. Ou um dia inteiro, que é o que normalmente acontece comigo. Às vezes mais.

Posto isto, sobre o que falam os Pássaros? Epá, gozamos uns com os outros. Como amigos que somos. E como amigos que somos, apoiamo-nos também nos dias mais difíceis. Há poucas pessoas que saibam tanto da minha vida como as minhas Passarinhas (sim, sou o único gaijo) e normalmente sabem-no antes dos restantes, salvo uma ou outra excepção. E porquê? Porque tornou-se aquele sítio onde desabafamos e chamamos nomes à vida, ao colega do lado, ao chefe chato ou à pessoa que ia fazendo com que tivéssemos um acidente na estrada. Às vezes, até chamamos nomes aos nossos entes mais queridos, só naquela do desabafo “Foda-se, a minha mãe às vezes…”.

Outro tema que nós gostamos muito de falar é, claro, as patetices que grassam por esse país fora. Não é incomum aparecerem fotos de imagens absurdas na televisão (olá, CM TV), no Facebook, no Instagram ou mesmo directamente tiradas na rua pêlos próprios. Outra coisa fixe também são as fotos das crias, é sempre interessante vermos as proles e suas tontices tão próprias da idade. Até porque há malta que ainda não procriou e temos que meter pilhas nos relógios biológicos.

Tudo isto para dizer o quê? Que eu, já adulto e bem adulto, depois de ter passado trinta por uma linha de situações escabrosas e maquiavélicas na Internet, descobri muito mais do que blogs com pessoas lá dentro. Descobri pessoas, que por acaso têm blogs, que mesmo só tendo visto uma vez na vida ou pouco mais, são para mim indispensáveis. E com isto, faço as Passarinhas felizes, porque novamente mostro o meu ar mais sensível, ao qual não estão habituadas.

10 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D